Viagens na Ingla Terra

Uma das grandes vantagens de viver em Inglaterra é o facto de, apesar da insularidade, sentirmos que estamos mais perto do resto da Europa. Pode ser apenas uma questão psicológica, mas eu e o Sr. Meu Marido damos por nós, várias vezes, a dizer Como é? Damos um saltinho ali à Europa este fim de semana? Temos que aproveitar para sair mais, ainda antes do Brexit, porque depois vai haver certamente mais burocracia e perde-se mais tempo nas filas e nos controles.

(Esta parte das filas é mais conversa do Sr. Meu Marido, pois ele não tem paciência nenhuma para filas, quer seja de caixa de supermercado ou de trânsito. O que achas? Mudamos de fila? Esta funcionária da caixa parece demorar mais tempo a passar as compras, não achas? Ok, pode ser. Mudamos de caixa e ups! Parece que fizemos mal, agora a outra é que está a andar mais rápido! E no trânsito? Hum, a nossa faixa é mais lenta, vou mudar para a da direita, parece mais rápida. Mudamos de faixa e ups! Aquela fila de carros está a andar e nós não avançamos! No!!  Porque é que parece que a fila onde estamos é sempre a mais lenta? Será a lei de Murphy? Pois, talvez esta lei possa justificar não só a razão pela qual o pão cai sempre com o lado com manteiga no chão e que, quanto mais tarde for, mais tempo vou demorar a encontrar as chaves do carro desaparecidas no fundo da minha mala, mas também o facto de a fila em que nos encontramos ser sempre a mais lenta, mesmo quando mudamos para outra. :D)

Bem, mas retomemos o assunto original, que a conversa é como as cerejas e este tema daria pano para mangas, que é como quem diz, é assunto que só por si dava para outro post.  Pois é, como ia dizendo, gostamos de passear e viajar, e em próximos posts terei, certamente, oportunidade de partilhar um pouco sobre as nossas viagens aos países vizinhos, mas hoje ficamo-nos pelas Inglas (termo carinhoso pelo qual nos referimos, aqui por casa, à Inglaterra. Nem sei bem quando e porquê o termo se cunhou, mas gostámos e ficou, talvez tenhamos ouvido de alguém, se for o caso, avisem, não queremos plagiar ninguém). Ficamos aqui pelas Inglas e ficamos muito bem, porque aqui há imensos sítios lindos para visitar e sobre os quais falar.

Nestes quase três anos de vida inglesa já visitámos várias localidades e, como diria o nosso conterrâneo Malato, fomos muito felizes em muitos desses lugares. Um dos que mais nos marcou foi, sem dúvida, o Cotswolds*. (Não é à toa que o príncipe Henry e a Megan, que para mim será sempre a advogada fofinha dos Fatos, têm lá uma cottagezinha que é como quem diz, em bom português, uma cabaninha, pronto). Mas mais do que palavras, aqui ficam algumas imagens.

Olha os patinhos e os cisnes, mãe!
Que saudades do trator do meu avô! Ups, este atolou!
Passamos de trator para carro relíquia! Upa, upa!
Se já não precisas, então eu vou na tua trotinete!
Pai!!! Volta já aqui, essa trotinete já tem dono!
Se o fofinho que está a caminho for como estes dois,
sempre na macacada, estou tramada!
😀
Estou a ficar com fome, fazemos um piquenique por aqui, mummy?
Não, vamos antes a este Tea Room…
… beber um chazinho e comer uma fatia de bolinho.

* Como pessoa (cada vez mais) espiritual que sou, acredito na magia do Universo e nas co-incidências, ou, como se diz em inglês, na synchronicity e na serendipity. E não posso deixar de registar que na casa da minha mãe em Portugal, na pedra da lareira e, como tal, em destaque na cozinha, no meio de outros bibelots e bricabraques, está uma casinha pequena de cerâmica, muito bonita e romântica, igual às casinhas típicas do Cotswolds. Não sei de onde veio ou como a minha mãe a arranjou, só sei que a casinha me leva, uma vez mais, a pensar e a sentir, que nada na nossa vida acontece por acaso, que nós estamos sempre onde é suposto estar e que esta casinha, que vive há muitos anos na cozinha da minha mãezinha, a vejo agora como um sign (e a nossa vida está cheia deles, se estivermos atentos e os virmos com olhos de ver) de que a vida que vivemos é really divine. 😊

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *