Happy Mother’s Day!

Today and every day!

Aqui por casa, agora em Inglaterra, comemoramos algumas festividades a dobrar, o Dia da Mãe e o Dia do Pai são exemplos desses dias duplamente especiais.

Love Wall

Claro que todos os dias são (ou devem ser) dias de mimar a nossa mãe e o nosso pai, dia de lhes dedicar uma atenção especial, de lhes dizer o quanto gostamos deles e de demonstrar esse afeto não só em palavras, mas também em gestos e ações. Contudo, nem sempre o fazemos, muitas vezes, na correria do dia a dia, perdemo-nos e nem sempre encontramos tempo para o que realmente deve importar e fazer-nos correr.

Assim, considero salutar e importante a existência destes dias e a sua celebração. São dias em que nos obrigamos (mas não por obrigação, atenção!) a não deixar mais um dia passar sem dar valor ao que realmente devemos valorizar, um dia em que colocamos a vida robot em pausa e nos lembramos de que a máquina que realmente devemos olear é o coração e o amor o que realmente nos deve mover. Se este e outros dias, como o do Amor em fevereiro ou o da Mulher em março, não existissem, nem sequer uma vez por ano, ele e ela, neste caso, seriam valorizados e eram anualmente deixados ao acaso.

Por isso, em dezembro, quando oiço ou leio discursos natalícios de que “devemos preocupar-nos em ser solidários todo o ano e não em fazer ações humanitárias no Natal”, concordo, mas também discordo. Discordo de que não se devam fazer na época especial, pois é bem verdade que muita gente, na vida meio zombie em que se vive, nunca mais se vai lembrar, não por falta de vontade ou de amor pelo próximo, mas porque outros valores mais altos (ou baixos) durante todo o ano vão imperar. E, quando se derem conta, o Natal está de novo à porta e, então, a campainha da festividade vai fazê-los, novamente, despertar. E ainda que só momentaneamente, é sempre melhor do que nada, é sempre melhor pouco e pontual do que nunca ou inexistente.

Assim sendo, viva o Dia da Mãe, o Dia do Pai, o Dia do Amor e outros dias mais, que assim, pelo menos uma vez por ano (entre carnavais), são dias especiais.

Feliz Dia da Mãe, hoje e todos os dias!

Um beijinho para todas as mães, inglesas, portuguesas e de onde for, e um beijinho muito especial para a minha mãe e para a mãe do meu amor!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *