Temos pena, Sr. Daniel Pennac, mas, às vezes, o verbo ler tem de suportar o imperativo!*

Ai e tal, as crianças só devem ler por vontade própria, não devem ler por sugestão ou imperativo dos pais ou dos professores. Sim, sim, isso é tudo muito lindo, mas, nos tempos que correm, com tanta concorrência desleal das novas tecnologias e com a proliferação das ‘gadgeterias’, não se pode facilitar. Por experiência própria, […]

Continue Reading

Amor é…

Sexta-feira, ao chegar a casa ao final do dia, e depois de ter pedalado durante 40 minutos, a mulher faz-lhe a seguinte proposta: – Está-me a apetecer dar uma corridinha. Alinhas? Ou estás muito cansado? (riso matreiro) – Vamos a isso! Não me parece que fique cansado a correr a teu lado! (riso matreiro) – […]

Continue Reading

Leo, a fada do lar

É verdade que o pequenote cá de casa adora espalhar coisas pelo chão e ter a sala numa bela confusão! Depois, olha para nós, com ar maroto, como quem diz “Ups, estes livros caíram da prateleira!”. “Ó Leo, olha para esta desarrumação! Era preciso despejar todo o cestinho para tirares um brinquedo, filhinho?!” Também não […]

Continue Reading

LP, o poliglota IV

Há algum tempo que não registo aqui nenhuma das muitas poliglotices com que o LP nos brinda e diverte frequentemente. Aqui fica a mais recente, dita hoje de manhã, enquanto fazia o TPC de Humanities, redigir uma história sobre o tema da escravatura e a vida nas plantações, Story of the slave trade – Life […]

Continue Reading